Brasil Econômico – Máquina de Vendas engrena seu e-commerce

24/02/2012

Divisão de comércio eletrônico do grupo varejista cresceu três vezes em 2011 e vai lançar nas próximas semanas o Cipela, site focado na vender calçados

Naiara Bertão

O quarteto formado por Ricardo Nunes, Luiz Carlos Batista Erivelto Gasquese Richard Saunders, donos da Máquina de Vendas – segunda maior rede varejista do país – parecem felizes com as incursões no mundo virtual.

Nos próximos dias eles lançam a Cipela, site focado na venda de calçados. E não é só. Segundo Marcelo Ribeiro, diretor de e-commerce do grupo, ao longo do ano podem ser lançadas até seis novas lojas com o mesmo formato – de produtos específicos.

Hoje, a rede tem quatro portais: Ricardo Eletro, Insinuante, City Lar e Eletro Shopping, todos com o ponto com no final. Nesses portais, diz Ribeiro, haverá incremento com o lançamento de novos departamentos como instrumentos musicais e suplementos e vitaminas.

Apesar de eletrônicos e eletrodomésticos serem ainda as estrela das vendas virtuais, em 2011 o grupo também passou a oferecer pela internet perfumes e cosméticos, roupas de cama, mesa e banho, artigos automotivos, produtos para bebês e natalinos.

Em outubro, o grupo lançou o “Clube do Ricardo”, site de descontos e, um mês depois, o E-colchão, loja-nicho especializada em produtos para cama. Não é por acaso que o e-commerce vem conquistando espaço dentro do grupo. Entre 2010 e 2011 a participação das vendas online saltou de 5% para 10% no faturamento total, de aproximadamente R$ 7 bilhões. A expectativa para este ano é chegar a 15%.

Dever de casa

Em 2011, o número três perseguiu a divisão e-commerce da Máquina de Vendas: ela triplicou de tamanho. O centro de distribuição próprio está três vezes maior, o número de funcionários passou de 150 para 450 e o faturamento cresceu 200%.

“Batemos a meta de aumentar em 150% nosso faturamento logo em outubro”, conta Ribeiro.

Diferentemente de 2010, quando teve problemas de logística em novembro, o que acarretou reclamações e atrasos nas entregas de produtos, a companhia fez o dever de casa ano passado e se preparou para o forte crescimento que esperavam.

O grupo aumentou o número de transportadoras de 16 para 30. O escritório antigo, que abrigava a sede do e-commerce da Máquina de Vendas, ficou pequeno.

Os dois andares no bairro de Moema precisaram ser abandonados para dar lugar aos cinco andares de um prédio na região da Berrini, também na capital paulista, que contou com investimento de R$ 1 milhão.

Segundo Ribeiro, 2012 será outro ano de forte expansão para a companhia. Estão previstos para os próximos meses outros dois novos centros de distribuição: outro em em Contagem (MG), onde já há um exclusivo para e-commerce, e um pequeno no Nordeste.

Para mover toda essa máquina, o quadro de funcionários vai dobrar para 900 funcionários e 10 novas transportadoras serão contratadas.

“Queremos crescer 150% em faturamento e já preparamos nossa estrutura pensando nisso”, diz Ribeiro.

http://www.brasileconomico.com.br/noticias/maquina-de-vendas-engrena-seu-ecommerce_113522.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: