Novos horizontes: Coluna no Plano Feminino

Bolsa com fita

Inquieta por natureza e com uma atração especial por fazer muitas coisas (às vezes, tudo ao mesmo tempo), comecei a escrever sobre Finanças, Empreendedorismo, Comportamento, entre outros temas, para um site super legal de uma amigona, a Viviane Duarte, do Plano Feminino

Meu primeiro texto entrou ao ar na terça-feira à noite e fala sobre as semelhanças entre regime e o controle do orçamento: ambos são difíceis, mas necessários, às vezes!!!!

Espero que gostem 😉 Bjos

Nai 🙂

Pronta para uma dieta financeira?

Aperte os cintos e comece a arrumar suas contas

Começar um dieta é fácil, continuá-la são outros 500, não é? Sempre fica aquela sensação gostosa na véspera do dia D, de que você vai conseguir fechar a boca e ficar linda naquele vestido de festa que comprou, com a promessa de perder os quilinhos extras. Ou que vai estar deslumbrante na festa de aniversário do seu namorado que contará com a ilustre presença da ex dele.

Mas você mal consegue cumprir o desafio do primeiro dia – afinal, sobrou aquele último pedaço de bolo de cenoura do fim de semana que será um pecado jogar fora.

Inconscientemente fazemos a mesma coisa com o nosso bolso, ou melhor, nossa conta bancária.

Todo mês começa com a promessa de guardar dinheiro ou liquidar as dívidas, mas ao fim dos 30 dias o vermelho nos persegue. A parte chata é que, como em qualquer dieta, a persistência é fundamental para manter nossa vida financeira “saudável”, ainda mais hoje em dia que é tão fácil e rápido dividir em 12 vezes no cartão de crédito nossos sonhos de consumo. “Eu mereço!”, é sempre a primeira argumentação. “Afinal, trabalho tanto, mal tenho tempo para mim, se eu não me mimar, quem vai?”, vem em seguida.

Vamos combinar que resistir nem sempre é fácil, na verdade, diria que nunca é fácil. Ter força de vontade para não comer aquele pudim que sua mãe fez com tanto amor e carinho ou o docinho que o restaurante oferece gra-tu-i-ta-men-te para agradar os clientes cativos (eu!) é difícil. Assim como não recorrer ao cheque especial para compensar um dia estressante.

Mas, para ajustar os cintos – literalmente ou figurativamente – a conta é simples: consumo de calorias/gastos têm de ser menores do que queima de calorias/receitas.

A primeira dica que eu dou é usar o lápis: anote TUDO o que você consumir (de comida e de compras) em um mês.

Pode ser em um papel, em planilha, em aplicativos (o próximo post será sobre essas modernidades)… o importante é montar uma espécie de diário para você poder visualizar o que está fazendo, aonde tem gastado mais, aonde tem deslizado mais na dieta.

Faça duas colunas (receitas e despesas) e não se esqueça de anotar até aquele cafezinho na padaria ou chiclete que comprou na lojinha de doces. Só assim você terá uma real dimensão do seu problema e poderá fazer um diagnóstico de cortes que podem ser feitos.

Vamos queimar essas gordurinhas, quer dizer, salvar nosso dinheiro!

Inquieta e elétrica, Naiara é uma mistura de pisciana (signo) e sagitariana (ascendente), do tipo que tem muitos sonhos e planos, mas que arregaça as mangas e faz as coisas acontecerem. Especializada na área de economia, finanças e negócios, trabalhou em diversos veículos brasileiros como Infomoney, Máquina da Notícia, Brasil Econômico e, atualmente, VEJA.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: