[Brasil Post] Brasileiro leva muito a sério a filosofia do carpe diem

carpe diem

Os brasileiros estão levando muito a sério a filosofia “carpe diem” (do latim, “aproveite o dia”). Uma pesquisa do aplicativo de controle financeiro GuiaBolso mostrou que os brasileiros gastam, em média, mais de 50% do salário com bares, restaurantes, shows, viagens e compras – gastos ligados a lazer e estilo de vida. Qual o problema disso? Afinal, trabalhamos tanto, resolvemos tantos problemas todos os dias que merecemos, não? Sim e não. É óbvio que todos merecemos ter uma vida de mimos, mas se gastamos todo nosso salário hoje, como será nossa vida amanhã? Também não merecemos uma aposentadoria tranquila e ter dinheiro guardado em caso de emergência?

A recomendação do GuiaBolso é gastar até 35% do salário com esses gastos não essenciais e poupar pelo menos 15%. Se você tem dívidas, essa poupança tem que ir para o pagamento delas. Se não tem, invista!

Obviamente que não é fácil reduzir despesas que envolvem a vida social. Aqui a dica é fazer escolhas mais conscientes.

Por exemplo: você precisa jantar fora de casa três vezes por semana? Faça um jantar em casa, peça aos amigos para levar o vinho e a cerveja. Prepare uma playlist e você terá uma noite animada e sem a cara feia quando a conta chegar. Você precisa comer toda vez que vai ao bar? Por que não come um lanchinho antes em casa? Seu bolso e suas veias agradecem!

Por que você nunca vai àqueles programas de cinema, teatro, exposição ou música de graça? Há programações para todos os gostos hoje em dia. Se vai viajar, planeje-se antes que você consegue bons descontos e passagens mais baratas.

E não culpe só suas viagens pelo rombo no orçamento! Daqueles mais de 50% com estilo de vida que os usuários do GuiaBolso gastam, grande parte é desembolsado em bares e restaurantes. Outra parte a gente acaba gastando com compras. Às vezes deixamos de comprar algo que precisamos porque não temos dinheiro, mas não ligamos muito quando a conta do restaurante dá R$ 100 para cada. Hora de rever as escolhas.

A última dica é a mais fácil: faça um planejamento e acompanhe seus gastos em cada categoria. Pode ser no caderninho, na planilha ou em aplicativos automáticos como o próprio GuiaBolso, anote tudo que gasta e coloque limites. As despesas com transporte, saúde, educação, moradia e contas residenciais não devem ultrapassar 50% do salário líquido (não bruto), 15% deve ir para pagamento de dívidas e investimentos e os 35% restantes você pode dividir entre seus hobbies, lazer e compras.

Daqui um tempo, acredite, você vai se agradecer por não ter pedido aquela terceira caipirinha!

Texto publicado em 24 de novembro de 2015 no HuffPost Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: