Valor Investe -Busca por segurança e medo de ser alvo de oportunistas levam brasileiros a não falar sobre dinheiro

Pesquisa feita com mais de 2 mil pessoas pelo banco BV mostra que maioria acha dinheiro um tema tabu. Complexidade dos temas e falta de informação sobre o assunto também ajudam a explicar a falta de diálogo com a família e amigos

Por Naiara Bertão

Reportagem publicada no Valor Investe em 17/11/2021

Dos 2.200 brasileiros que participaram de uma pesquisa para entender sua relação com o dinheiro, 54% disseram que assuntos financeiros ainda são um “tabu” e que não conversam sobre isso. O levantamento feito pelo banco BV, em parceria com o Instituto Mindminers, traz ainda que os entrevistados evitam falar sobre o assunto com mais de uma pessoa, e também com quem não seja um familiar próximo. Do total, 45% falam com algum familiar (pai, filho, parente próximo), 34% com o cônjuge, 20% com amigos e 18% não falam com ninguém.

Entre os motivos principais que explicam essa falta de abertura em falar sobre o tema estão a busca por segurança (59%) e evitar chamar a atenção de oportunistas, item apontado por 58% dos respondentes.

“As respostas relacionadas à segurança e o receio sobre outras pessoas saberem sobre sua vida financeira eram esperadas, já que sempre estão ligadas ao tema dinheiro e finanças. Vimos com o advento do Pix, por exemplo, a insegurança e desconfiança das pessoas com o processo de transferência instantânea de dinheiro, o que atrasou sua implementação”, comenta afirma Carlos Lopes, economista do banco BV.

Mas os motivos não param por aí. Não saber falar sobre finanças vem logo na terceira colocação, com 41% das respostas. Os brasileiros têm medo não apenas de ser alvo de assaltos, golpes e problemas, mas também de não saber o que falar quando o assunto na roda é dinheiro ou quando precisam educar filhos, amigos e parentes.

Lopes defende que falar de dinheiro não é, necessariamente, falar sobre salário ou abrir questões pessoais, mas descobrir formas de abrir um diálogo com o outro para que possam organizar a vida e o futuro financeiro. Isso vale em especial para a família.

Ele exemplifica dizendo que os cônjuges precisam encontrar uma forma de abrir um diálogo sobre o orçamento da casa, o planejamento do futuro juntos, as próximas férias, aposentadoria, sobre comprar ou não um imóvel e por aí vai. Com os filhos, falar desde pequeno sobre orçamento com exemplos do dia a dia, como a compra de material escolar.

“A conversa é importante para criar o hábito de acompanhar o orçamento familiar e elaborar um planejamento, passos fundamentais a serem dados antes de pensar em qualquer tipo de investimento. Trazer à mesa o tema do orçamento e organização de contas no curto prazo e planejamento no longo prazo é o primeiro passo. Com o tema na mesa, aí entra o segundo passo, que é começar a organizar melhor as contas e, assim, trazer mais leveza para a vida das pessoas”, explica. Para ele, não adianta só falar, montar um plano em conjunto, é preciso agir para organizar melhor as contas e investir o dinheiro e isso passa pela educação financeira.

Claro que o tipo de conversa com o marido pode ser diferente da que com o pai ou com um amigo. O importante, diz Lopes, é que finanças deixe de ser um assunto a ser evitado.

Os entrevistados pontuaram ainda o que ajudaria a trazer mais tranquilidade para sua vida financeira: 74% responderam que o controle financeiro é a melhor alternativa, sendo a maioria da classe A. Já 68% apontaram que a melhor opção seria ter dicas de gestão financeira e 45% que seria ter mais acesso a crédito/financiamentos. As duas respostas foram dadas principalmente por participantes da classe D e E.

Leveza

Outro dado do levantamento mostra que a complexidade do tema pode ser um dos motivos de afastamento das pessoas. Dos entrevistados, 58% gostariam de ter mais conversas sobre dinheiro no dia a dia se fosse de uma maneira leve e 55% acreditam que conhecer a história de outras pessoas pode ajudar a encontrar melhores soluções para sua vida financeira.

Conheça o Pod Isso, Meninas?, o podcast que mostra como as finanças podem ser mais divertidas. Com Nathália Larghi, Naiara Bertão e Ana Leoni

Para Lopes, a principal dica para iniciar esse bate papo de uma maneira leve é entender que o dinheiro faz parte do nosso dia a dia, como pensar em uma viagem, no primeiro filho e na aposentadoria. “Consumir no presente é uma troca com o você do futuro”, diz.

A percepção do executivo é que muita gente já relaciona finanças a investimentos e, por isso, faz uma associação de que é um tema muito complicado e que exige estudos e dinheiro sobrando para aplicar os ensinamentos.

“Há um grande interesse das pessoas por saber sobre investimento, mas também uma alta taxa de percepção de que falta informação. Investimento é importante, mas deveria ser o último passo. Antes temos que falar sobre definição de metas, orçamento e organização de contas, planejamento pro futuro e só depois investimentos”, pontua o executivo.

Recentemente, o banco BV começou uma espécie de movimento para convidar as pessoas a falar mais sobre dinheiro. Com vídeos nas redes sociais, a atriz e embaixadora da marca, Taís Araujo, traz conversas com famosos e anônimos sobre dinheiro e a forma de lidar com o tema dentro de casa. Entre os convidados estão a ex-BBB Thelminha, o casal Ceará e Mirela, o ator Thiago Martins e a skatista Pamela Rosa.

“Quanto mais a gente fala sobre um assunto, mais leve e natural ele fica. A conversa deve sempre buscar a racionalidade no assunto, assim evitam-se discussões ou decisões impensadas”, finaliza Lopes.

OuçaO excesso de informação gera desinformação? Confira o novo episódio do ‘Pod isso, Meninas?’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: